A Andreia estava insatisfeita com a aparência do seu sorriso. Os dentes da frente eram desalinhados e causavam um impacto estético negativo mas, acima de tudo, o posicionamento incorreto dos dentes afetava a funcionalidade básica da boca: mastigação, fala e respiração.

Após uma primeira avaliação clínica e radiográfica, foi diagnosticada periodontite inicial. O apinhamento dentário dificultava a correcta higienização, o que levou a uma perda óssea severa nos quatro dentes da frente na arcada inferior. Foi importante sensibilizar a Andreia para a importância de uma higiene oral regular e completa, não só para controlar a sua doença periodontal como também para reforçar o sucesso deste tratamento e manter um sorriso saudável após a nossa intervenção.

De seguida, teve início a fase ortodôntica e a colocação de uma ponte sobre implantes. Foi colocado um aparelho dentário na arcada superior que tinha como objectivo criar as condições necessárias para a colocação dos implantes, seguido sempre um protocolo totalmente digital, isto é, todo o planeamento foi feito com recurso a um software que nos ajudou a planear cada passo detalhadamente, minimizando a margem para falhas. Após a cirurgia de colocação de implantes, foi colocada a ponte desenhada pelo nosso laboratório de prótese dentária. Para concluir esta fase, a Andreia usou ainda um aparelho dentário na arcada inferior que, aliado à correcção já feita nos dentes de cima, permitiu o alcance de uma mordida funcional que acabava com as dificuldades em mastigar, falar e respirar.

Finalmente, para optimizar o resultado estético, foi feito o encerramento de um espaço interdentário e aplicado um branqueamento dentário em casa.

O sorriso da Andreia é a prova de que a multidisciplinaridade na Medicina Dentária é a chave para alcançar resultados incríveis e sorrisos muito especiais. Sorri quem recebe o sorriso e sorrimos nós, equipa Hugo Madeira, que concretizámos mais um sorriso.