A ausência dentária, parcial ou total, tem um grande impacto na nossa qualidade de vida tendo em conta que prejudica a mastigação, fala, respiração e a estética do nosso sorriso, comprometendo a nossa saúde física e mental.

O que são implantes dentários?

Os implantes dentários, produzidos em titânio ou em zircónia (cerâmica), funcionam como raízes artificiais colocados cirurgicamente no osso dos maxilares e permitem depois a colocação fixa da reabilitação dentária, sejam coroas unitárias ou pontes fixas totais ou parciais, de forma a restaurar um ou mais dentes ausentes.

Ao contrário das próteses removíveis, que provocam desconforto e falta de confiança e de segurança, os implantes permitem a adaptação de uma prótese fixa, que é estável e não se movimenta – o que significa que pode mastigar, falar e sorrir à vontade.

Os implantes permitem uma reabilitação estética que é, muitas vezes, difícil de distinguir dos dentes naturais. Para que isto seja possível, a Clínica Hugo Madeira dispõe do sua própria equipa de prótese dentária bem como de técnicas de planeamento e diagnóstico e dos materiais mais avançados.

 

caso clinico sic clinica hugo madeira

Qual a melhor solução para si?

Na Clínica Hugo Madeira, toda a avaliação e o planeamento realizados permitem que lhe seja apresentada a solução ideal de reabilitação oral.

Falta-lhe apenas um dente?

A ausência de um dente pode trazer muitas consequências, tais como redução da capacidade mastigatória, estética alterada, reabsorção óssea, alteração da posição de outros dentes e desequilíbrio da oclusão.

Mesmo que não se trate de uma zona visível quando sorri, o dente perdido deverá ser sempre substituído para evitar o aparecimento deste tipo de consequências.

 

Um dente em falta pode ser reabilitado através da colocação de um implante que funciona como suporte para a colocação de uma coroa que reabilita na perfeição um dente natural, de forma funcional e estética.

Após ser colocado no osso, o implante demora aproximadamente 2 a 3 meses a osteointegrar, sendo a coroa colocada após este período de tempo. No entanto, em alguns casos, quando a qualidade e a quantidade ósseas são ideais, poderá ser possível a colocação imediata da coroa, no próprio dia.

Colocação de implante após extração dentária

Existem casos onde existe necessidade de extração dentária. Nestas situações, dependendo do caso, pode ser realizada a extração do dente, aguardar o período de tempo necessário para que ocorra a cicatrização do osso, e depois colocar o implante, ou, por outro lado, no mesmo dia da extração do dente pode ser colocado imediatamente o implante. No último caso, existe maior rapidez na conclusão do processo. No entanto, nem todos são candidatos a implante imediato após-extração, tem de ser avaliado individualmente, caso a caso, pelo médico dentista.

Colocação de implantes para substituição de mais de três dentes

No caso de existir ausência de três ou mais dentes, podem ser colocados dois implantes e encaixar uma ponte de três dentes, sendo que o dente intermédio fica apoiado na gengiva e suportado pelos implantes adjacentes.

Substituição de todos os dentes através de ponte fixa total

Neste caso, o procedimento cirúrgico implica a colocação de mais implantes para suporte de uma ponte fixa total. Geralmente, as pontes são compostas por 12 dentes e aparafusadas a vários implantes, dependendo da disponibilidade óssea.

Após a cirurgia para a colocação de implantes, é feito o scan dos mesmos para desenhar o seu novo sorriso. Em aproximadamente um dia é colocada uma ponte fixa total provisória e, após cerca de seis meses, dá-se início à reabilitação definitiva.

Este tipo de reabilitação é fixa e estável, aproximando-se da estética dos dentes naturais.

Sabia que agora pode ter dentes novos em um dia?

Já é possível entrar na clínica sem dentes e sair com todos os dentes fixos através da colocação de implantes e uma ponte fixa total.

Quando faltam vários dentes ou quando os dentes presentes apresentam prognóstico desfavorável, o dentista pode recomendar a colocação de vários implantes e de uma ponte fixa total.

A ponte fixa total é a estrutura que imita os dentes naturais e que é suportada pelos implantes. Esta permite melhorar a sua aparência, recuperar a confiança e a qualidade de vida uma vez que é uma estrutura fixa.

O que é preciso para colocar implantes?

Todas as pessoas podem ser candidatas à colocação de implantes dentários, no entanto existem vários fatores que determinam a mesma. Para colocar implantes, é necessária a presença de gengivas saudáveis e bom osso de suporte, a nível de qualidade e de quantidade.

No caso de não existir disponibilidade óssea suficiente para a colocação de implantes, existem diversos procedimentos que permitem o aumento do volume ósseo e a posterior colocação de implantes.

Passo a passo do tratamento com implantes

1. Preparação uns dias antes: Planeamento da cirurgia;

2. Após o plano de tratamento ter sido efetuado são realizados os exames auxiliares de diagnóstico necessários tal como a TAC. Caso seja necessário e prioritário, são realizados tratamentos dentários para conseguir uma boa saúde oral. Neste passo é também realizado um scan intraoral que permite criar um modelo 3D da sua boca e planear virtualmente a cirurgia antes mesmo de ela acontecer! É através deste processo que é criada uma guia cirúrgica que permite colocar os implantes de forma mais simples, rápida e ideal;

3. O dia da cirurgia O procedimento cirúrgico é realizado sob efeito de anestesia local e com sedação consciente, de forma a que fique mais calmo e não sinta qualquer tipo de dor. Após a colocação do(s) implante(s), é feito novamente o scan que permite ao técnico de prótese dentária elaborar uma prótese provisória;

4. O paciente aguarda no período de espera pela execução da prótese, realizando todas as recomendações pós-operatórias;

5. Colocação de um novo sorrisoÉ realizada então a colocação da prótese provisória para que tenha um sorriso novo, à sua medida. Posteriormente, os tecidos que envolvem o implante e a prótese irão cicatrizar para se poder começar a elaborar a prótese definitiva, num material mais resistente e duradouro. É fundamental manter uma higiene oral correta e realizar consultas de controlo e higiene oral, frequentemente.

Quais são as vantagens da colocação de implantes?

Os implantes dentários são a reabilitação ideal visto que permite uma estrutura fixa, sem necessidade de desgastar os dentes adjacentes.

As vantagens associadas à colocação de implantes e da prótese fixa sobre os implantes incluem:

– Melhoria da qualidade de vida

– Recuperação de funções essenciais como a mastigação, fala e respiração

– Recuperação da estética

– Manutenção da sensibilidade, uma vez que os implantes possibilitam a colocação de uma ponte fixa total sem necessidade de material no céu da boca. Assim mantém a sensibilidade e consegue sentir o sabor dos alimentos, ao contrário de uma prótese removível

– Melhoria da funcionalidade do organismo

– Fácil higiene oral

– Versatilidade do tratamento visto que a colocação de implantes permitem a reabilitação tanto de um ou dois dentes como de desdentados totais

implantes dentarios

De que material são feitos os implantes?

Identificam-se dois tipos principais de implantes: em titânio e em zircónia.

Titânio

O titânio é o material mais utilizado por ser considerado o “gold standard” na produção de implantes. Este apresenta elevada biocompatibilidade, minimizando a possibilidade de rejeição, alta resistência mecânica e com elevada resistência ao processo de corrosão. No entanto, este apresenta uma cor metálica que em alguns casos mais estéticas poderá ser inconveniente.

Zircónia (cerâmica)

Este é um material cada vez mais procurado devido ao conceito “metal-free” e pelo facto de estar associado a melhores características estéticas.

Os implantes de cerâmica são cada vez mais utilizados em casos de reabilitação devido à sua relação com os tecidos à volta do implante, tal como a gengiva, tendo em conta que a zircónia é um material com menor tendência para a colonização bacteriana.

Estes implantes apresentam coloração branca, muito semelhante à cor dos dentes naturais, pelo que têm ótimos resultados a nível estético. A zircónia é um material não corrosivo e com grande resistência e elevada biocompatibilidade.

É um tratamento doloroso?

A colocação de implantes é um procedimento cirúrgico simples e indolor, sendo realizado sob efeito de anestesia local.

Poderá sentir um ligeiro desconforto pós-operatório que será minimizado segundo as indicações protocoladas. A aplicação e gelo é essencial, principalmente na presença de edema (inchaço) que desaparece em cerca de 2 a 3 dias.

Quais são os riscos e as contra-indicações?

Os riscos associados à colocação de implantes são as mesmas de qualquer tratamento de cirurgia oral. Nestes, incluem-se a lesão de estruturas sensitivas ou de dentes adjacentes que é facilmente evitável através de um planeamento correto do caso clínico e com todos os meios auxiliares de diagnóstico que temos à nossa disposição.

Na análise do seu caso, é essencial que refira a medicação que realiza visto que existem alguns medicamentos com relação direta com a cicatrização óssea ou gengival.

Relativamente à possibilidade de rejeição do implante e perda do mesmo, é mínima e raramente acontece em pacientes com boa saúde oral e geral. Nesse caso, como é um processo indolor não tem consequências associadas exceto ter que se repetir o procedimento cirúrgico, sem que apresente um risco acrescido de perda futura.

No entanto, a melhor forma de prevenção é o planeamento previamente a qualquer procedimento cirúrgico.

Manutenção dos implantes dentários

Uma higiene oral rigorosa e consultas regulares são fundamentais para que os implantes tenham sucesso a longo prazo. É imprescindível realizar consultas de controlo e de higiene oral periódicas para avaliação dos implantes e dos tecidos que os rodeiam.

Marcar Consulta