Devido à pandemia da COVID-19 foi necessário reaprender muitas das tarefas mais básicas de higiene que fazem parte do nosso dia-a-dia. Relativamente aos cuidados de higiene oral diários, estes não devem ser descuidados, antes pelo contrário, dada a diminuição do acesso aos consultórios dentários, estes devem ser reforçados de forma a garantir uma melhor saúde oral possível.

As recomendações gerais passam por:

– Escovagem, no mínimo, duas vezes por dia, durante um período de 3 a 4 minutos e recorrendo a um dentífrico fluoretado;
– Os complementos à escovagem, tais como o fio dentário e escovilhões, devem ser realizados 1 vez por dia à noite, antes da escovagem;
– Optar por não passar a boca por água após a escovagem, de forma a garantir a eficácia e atuação do dentífrico utilizado;
– A escova de dentes é de uso pessoal: estas acumulam microrganismos pelo que não devem ser partilhadas. Devem ser guardadas separadamente, num armário em local seco. Recomendamos ainda a sua substituição no máximo de 3 em 3 meses;
– A dieta deve ser variada e deve evitar-se a ingestão de alimentos e bebidas açucarados, no sentido de evitar problemas orais como a cárie dentária. Se o fizer, opte por consumir esses alimentos às horas da refeição e não entre elas, para garantirmos a escovagem dos dentes após as refeições.

Quais os cuidados especiais a ter nesta fase de pandemia por COVID-19?

– Em doentes com suspeita de COVID-19 ou COVID-19 positivos, os cuidados de higiene oral devem ser complementados com um bochecho de iodopovidona solução oral ou peroxido de hidrogénio;
– Pode optar pelo bochecho com clorohexidina, sendo o vírus é mais sensível às soluções anteriores
– Durante o período de doença ativa: após escovagem, deve mergulhar a escova de dentes numa solução de hipoclorito de sódio a 0.05% (que corresponde a 0,5mL de lixívia para 1L de água) durante 30 min;
– Após alta médica, a escova de dentes tem de ser substituída;
– Durante o período de doença ou suspeita, a casa de banho não deve ser partilhada, assim como objectos pessoais e toalhas;
– Promover uma higiene regular da casa de banho com maior frequência, utilizando produtos desinfetantes adequados.

Quando tudo voltar à normalidade, relembramos a importância das visitas regulares ao seu higienista oral e médico dentista, de forma a manter uma boa saúde oral.

Marcar Consulta