5 respostas sobre implantes dentários

Na Clínica Hugo Madeira, recebemos muitas pessoas insatisfeitas com o seu sorriso, pelas mais variadas razões, sejam elas funcionais (dificuldade em mastigar, falar, respirar) ou estéticas. Existem inúmeras técnicas que têm como objetivo salvar os dentes do paciente e devolver o sorriso perdido mas, por vezes, os dentes que restam não podem ser salvos e a única solução é a colocação de implantes dentários para próteses dentárias fixas.

Surgem muitas dúvidas, aos nossos pacientes, quando falamos em implantes dentários e próteses. A equipa Hugo Madeira está habituada a esclarecer os pacientes, por isso partilhamos aqui algumas perguntas e respostas:

  1. Há dor na colocação dos implantes dentários?

A cirurgia para colocação dos implantes dentários é feita sob anestesia local, por isso não há razão para medos. No pós-operatório, é normal que sinta algum desconforto e, talvez, um ligeiro inchaço, mas tudo poderá ser aliviado com recurso a um analgésico, à aplicação de gelo e, claro, a uma boa higiene oral.

  1. Os implantes dentários são seguros?

Sim, não há dados de que representem um perigo para a saúde. É, claro, fundamental que todos os materiais usados sejam biocompatíveis, certificados e que todas as condições de segurança e higiene exigidas sejam cumpridas.

  1. Os implantes dentários são para a vida?

A durabilidade dos implantes dentários está fortemente relacionada com a manutenção e os cuidados diários que recebem. Com uma correta higiene oral em casa, e visitando regularmente o médico dentista e higienista oral para as consultas de controlo periódicas, é possível que os seus implantes dentários tenham uma longa duração — implantes dentários bem cuidados têm uma taxa de sobrevivência de cerca de 95%.

  1. Posso rejeitar os implantes dentários?

Não existe rejeição de implantes dentários, existem pacientes que podem não ser tão bons candidatos a receber implantes dentários. No entanto, existem alternativas e soluções para esses casos. Um paciente diabético, por exemplo, não será o candidato ideal para a colocação de implantes dentários, mas pode haver uma alternativa. Também a falta de osso pode comprometer o tratamento, pois não existe uma base sólida onde colocar os implantes dentários, mas a regeneração óssea através do levantamento do seio maxilar pode ser a solução.

  1. Quanto tempo demora o tratamento?

Depende de caso para caso. Em situações como a da paciente que vemos nas fotografias acima, em que foram colocados 6 implantes dentários, para completa substituição dentária, deverá haver um período de recuperação de 6 meses a 1 ano, entre a colocação da prótese provisória e a próteses definitiva — durante este período de osteointegração, é necessário manter o acompanhamento do médico dentista. Em situações de implantes dentários unitários, o período de recuperação é de 3 a 6 meses até poderem ser colocadas as coroas fixas nos mesmos — durante este período de transição, o paciente poderá utilizar uma prótese provisória.

Agende uma consulta na Clínica Hugo Madeira, e esclareça todas as suas dúvidas junto dos nossos médicos dentistas.

Artigo atualizado a 8 de abril de 2019