O estado dentário da Cátia é, infelizmente, o caso de muitas outras pessoas: perda de dentes, ausência de cuidados diários de higiene oral e uma prótese removível superior mal adaptada. Em mais uma transformação de visual no “O Programa da Cristina”, na SIC, tivemos a oportunidade de dar ao sorriso da Cátia uma nova vida, com a colocação de uma prótese fixa total superior.

O primeiro passo foi a avaliação clínica e a realização de um scanner intraoral, que permitiu um planeamento digital detalhado do tratamento. Esta avaliação 3D, representa uma grande ajuda para nós, médicos dentistas, no dia da cirurgia para colocação dos implantes dentários, pois diz-nos exatamente onde colocar cada implante de forma precisa. É também uma grande vantagem para o paciente, pois todo o processo fica mais rápido e confortável.

Também na avaliação clínica da Cátia confirmámos algo de que desconfiávamos: a sua cara magrinha e estreita levou-nos a suspeitar de que, ao longo dos anos, teria havido uma reabsorção óssea no seio maxilar — área localizada por baixo das chamadas “maçãs do rosto” — o que dificultaria a colocação de implantes dentários que suportariam a prótese fixa total superior. Confirmou-se mas, felizmente, existe solução para este problema.

O levantamento do seio maxilar é uma técnica cirúrgica simples e indolor, feita antes da colocação dos implantes dentários, que permite a recuperação do osso perdido através do preenchimento com enxerto ósseo. É um procedimento que torna possível a colocação de implantes dentários quando não existe disponibilidade óssea. Após a sua cicatrização (o período mínimo aconselhado é de 6 meses), é possível a colocação segura de implantes dentários, aquilo que, no fundo, vai suportar a prótese fixa total superior.

Concluída a cicatrização da cirurgia do levantamento do seio maxilar, avançámos para a cirurgia de colocação dos implantes dentários. No mesmo dia, apenas algumas horas mais tarde, foi colocada a prótese fixa total superior, desenhada à medida da Cátia e desenvolvida pelo laboratório da Clínica Hugo Madeira. Após tantos anos de desconforto, a Cátia voltou a sorrir e recuperou a autoestima perdida. A prótese removível superior que tinha era muito instável, impedia-a de mastigar e de viver em pleno, e era agora um problema do passado.

Esta prótese fixa total superior, e esta história que passa pelo “O Programa da Cristina”, é mais uma recordação de como é importante seguir sempre todas as dicas para manter o sorriso bonito e saudável durante toda a vida.